Todas as maravilhas de que precisas estão dentro de ti. A primeira e pior de todas as fraudes é enganar-se a si mesmo. Depois disto, todo o pecado é fácil.

27
Ago 08

Por vezes o destino é como uma pequena tempestade de areia que não pára de mudar de direcção.

Tu mudas de rumo, mas a tempestade de areia vai atrás de ti. Voltas a mudar de direcção, mas a tempestade persegue-te, seguindo no teu encalço.

Isto acontece uma vez e outra e outra, como uma espécie de dança maldita com a morte ao amanhecer.

Porquê? Porque esta tempestade não é uma coisa que tenha surgido do nada, sem nada que ver contigo.Esta tempestade és tu. Algo que está dentro de ti.

Por isso, só te resta deixares-te levar, mergulhar na tempestade, fechando os olhos e tapando os ouvidos para não deixar entrar a areia e, passo a passo, atravessá-la de uma ponta a outra.

Aqui não há lugar para o sol nem para a lua; a orientação e a noção de tempo são coisas que não fazem sentido.

Existe apenas areia branca e fina, como ossos pulverizados, a rodopiar em direcção ao céu. É uma tempestade de areia assim que deves imaginar. (...) E não há maneira de escapar à violência da tempestade, a essa tempestade metafísica, simbólica.

Não te iludas: por mais metafísica e simbólica que seja, rasgar-te-á a carne como mil navalhas de barba.

O sangue de muita gente correrá, e o teu juntamente com ele. Um sangue vermelho, quente. Ficarás com as mãos cheias de sangue, do teu sangue e do sangue dos outros.
E quando a tempestade tiver passado, mal te lembrarás de ter conseguido atravessá-la, de ter conseguido sobreviver. Nem sequer terás a certeza de a tormenta ter realmente chegado ao fim. Mas uma coisa é certa.

Quando saíres da tempestade já não serás a mesma pessoa. Só assim as tempestades fazem sentido.

Devo ter sito das últimas pessoas a ler este livro : De- Haruki Murakami, in 'Kafka à Beira-Mar'
"mas recomendo: Absolutamente fantástico com sessentas e algumas paginas que se lêem num ápice .

publicado por Divine às 21:32

Muito bom post. Muito Murakami também.
Não queria chatear com pormenores, mas julgo que o Kafka à Beira-mar tem cerca de 500 e muitas páginas.. e não sessenta. ;)
Nikolai a 28 de Agosto de 2008 às 11:52

Não chateias nada e existem pormenores com muita importância a vida está cheia deles;)
Será que lemos versões diferentes ou não contaste bem as paginas?
Agradeço a rectificação.
Volta sempre que tenhas vontade
Divine

Divine a 28 de Agosto de 2008 às 14:12

Divine.
Que bem me sinto neste lugar! No meio da tempestade de areia ou mar ou vida, onde apetece sempre voltar, porque a acalmia é morte e nós, amiga, somos a vida a saltitar, meninos ainda, envoltos numa aura de esperança.
Beijos
samueldabo a 16 de Janeiro de 2009 às 12:16

Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
28
29

31


Arquivo Morto
2012

2011

2010

2009

2008

online
comentários recentes
Olá, será que me consegue explicar porque que é pe...
Olá Paula gostei muito de ler este post.Beijinhos ...
Olá doce amiga.Há um diálogo constante, dentro de ...
Divine.Em qual traseira bateu o destravadopor ment...
Divine.Que bem me sinto neste lugar! No meio da te...
E que triste que deve ser, não é? :)
Há quem viva para sempre na escuridão, sem nunca c...
Não chateias nada e existem pormenores com muita i...
Muito bom post. Muito Murakami também.Não queria c...
Divinevisita o meu blogs e se possível lê "Festa"...
eXTReMe Tracker
eu e algo mais!!
pesquisar
 
blogs SAPO