Todas as maravilhas de que precisas estão dentro de ti. A primeira e pior de todas as fraudes é enganar-se a si mesmo. Depois disto, todo o pecado é fácil.

21
Jul 08

Paraíso ou pesadelo? 

É como passar de bestial a besta em tempo recorde.
Ninguém questiona?

Se é por vontade dos dois adianta estar com perguntas idiotas sobre é isso que tu queres. ?
A pergunta: É de livre e espontânea vontade também parece despropositada.

Pois não estamos aqui?

Estamos amarrados?

Com cara de contrariados? 
Na alegria e na tristeza até que a morte os separe... Então afinal sempre existe  "encarceramento"vitalício?

Isto não é mais do que um veredicto de prisão perpétua...

Quem pode prever o futuro para fazer tal afirmação e exigir uma promessa dessas dimensões?
A vida em comum é um mistério.. Não o casamento em si mas partilhar uma vida é ai que reside o grande mistério.
O casamento é uma celebração com ou sem demagogia do que muitos chamam o "milagre do amor".
Com sensibilidade e lucidez alguém consegue descrever o casamento? Partindo de um princípio que não existem dois iguais é muito difícil opinar ou falar sobre o casamento de modo geral.
Posso falar de uma fórmula singular a respeito da beleza e da originalidade complexa de quem consegue fazer desta instituição uma satisfação para a vida.
Posso analisar o casamento a partir de seus aspectos mais fundamentais: companheirismo, amor, intimidade, votos, sexo, submissão ,desejo,etc.

Mas tudo o que possa dizer sobre qualquer destas aspectos para mim tem um significado para ti outro e para outros ainda um completamente diferente.

As pessoas gostam de dizer mal ou bem resultado das suas experiencias anteriores.

Existem até manuais de como manter um casamento feliz.. tipo: Dez passos para reacender a paixão ou ainda os dez mandamentos para um casamento feliz.

Mas quem manda essas postas de “pescada” deveria sabe que a vida conjugal é um assunto muito mais profundo e complexo, para o qual não existem receitas prontas ou manuais.

As estatísticas sobre o divórcio, para não citar os abusos no casamento, estão mais elevadas do que nunca. Sinto, porém, que o oposto também é verdadeiro.

Mais do que nunca na história, creio, os casais que se submetem voluntariamente ao casamento, tanto ao sonho como um ao outro, sentem-se   no limiar do Paraíso, da pura felicidade.

Apaixonamos vivemos um idílica paixão mas ela acaba. A dificuldade reside em manter o amor porque a paixão é efémera.

Dizer :o casamento é mau é uma asneira e da grossa talvez alterando um pouco a frase e dizer:  O meu casamento foi mau ou bom conforme as experiencia seja mais acertado

Apetece-me dizer vivam e sejam felizes com os sem casamento




 

publicado por Divine às 11:28

Divine...! Mas que riqueza de post!... Não vou comentar agora, estou exausto de sono.
E tu não mereces, minha amiga, que te comente aleatoriamente, sem a profundidade adequada à expressão do teu pensamento.
Um beijo grande. Até amanhã
samueldabo a 22 de Julho de 2008 às 02:49

Bom dia
Ainda bem que gostas...
A minha mãe sempre me disse que o casamento é uma carta fechada.
A minha irmã mais nova casou o ano passado e o padre no seu sermão de blá blá blá disse que o casamento é um livro em branco onde escrevemos uma página por dia( não sei no que ele se baseia, mas enfim.)
Sobre o casamento muito se pode dizer, só não concordo com discursos anti-casamento ou pró casamento... Cada um que decida por si sem ladainhas de frustrados ou encantados depende das vivencias de cada um
Espero que tenhas tido um sonho revigorante

Bom dia
Beijo
Divine a 22 de Julho de 2008 às 09:39

Divine.
Puxa, dormi bem, estou que nem novo e pronto a casar com quem me quer bem. Mentira, é voz de papagaio.
Eu penso que o casamento é a simples oficialização para os efeitos legais de um acordo de principios entre um homem e uma mulher, ou vice versa, e que pretende regular a actividade familiar, dando-lhe objectivo jurídico, defesa de direitos das partes e deveres das contra partes. Depois tem o ritual, quer seja civil ou religioso, com todo o aparato envolvente, os vestidos a rigor, os potes do arroz sobre a noiva de branco, ás vezes grávida, outras com os filhos já entregues à ama. O ritual da leitura dos deveres, não esquecendo que a mulher servirá sempre a seu marido( ou já terão mudado este preceito) e dos direitos. Isto tem alguma coisa a ver com amor? Com Paixão?
O casamento era mesmo uma forma considerada segura de os manter acorrentados, aos amantes, até à morte.
Com o advento da informação livre e da liberdade da informação, hoje, o casamento é mantido pelo ritual romântico de algumas, cada vez menos pessoas, e para repartição ou protecção dos haveres de cada um.
O amor é outra coisa. É liberdade. É amarras sem nós. É o mesmo projecto, mas vivido em consciência de vontades plenas que se interligam pela amizade.
Beijinhos

Boa tarde
Ainda não existe nada melhor nem tão bom para o humor como uma noite bem dormida:)
Pronto para casar também me parece exagero ou ainda estas no meio de algum “sonho”
Cada um de nós pretensos Sábios e grandes entendidos em todas as matérias pois não nos abstemos de palpitar sabemos catalogar o casamento e o amor só que a mim não me parece assim tão linear...
Não existem dois casos iguais nem dois motivos iguais para se manter um casamento
Eu pessoalmente acredito que é mais fácil de “manter” um casamento quando acaba a paixão.
Não, não estou maluca... É que a paixão quando acaba só resiste os casamentos onde existe amor e o amor ou vive-lo de forma plena não é para todos. É sempre fácil quando existe a paixão e se está apaixonado mas amar é completamente diferente. Mas isto é só o que eu acho. Amor e amizade e cumplicidade são regras básicas para nos levar adiante.

Adorei esta frase:
“”Noiva de branco, às vezes grávida, outras com os filhos””
Meu caro e o que é que o branco tem de especial? É só uma cor... Vamo-nos deixar de hipocrisias hoje virgens só mesmo as de tenra idade...

E eu claro que tenho outro signo :)

Beijo
Divine a 23 de Julho de 2008 às 14:36

Divine.
Bela e apaixonada do e pelo amor.
Casar é combinar, aliar, entrosar. É giro ver duas pessoas a dizerem o mesmo, utilizando diferentes palavras e segmentos de texto. Sim, casar não tem nada a ver com amor, paixão. Sim a paixão, aquele tremer do corpo incontrolável, o rasgar das roupas, o revirar dos olhos aos beijos exaltantes. Sim o que fica, se for amor, amizade, cumplicidade, saudade, ternura, é tudo, ou muito do que basta a uma vivência feliz.
Querida amiga. Eu sou desse tempo picaresco, esqueceste. E as velhas cochichavam as falsas virgens. Era o tempo mais hipócrita do casamento.
E resta-nos o signo. Pensei que já esqueceras. Eu sou de Capricórnio, isso faz de mim alguém diferente? Menos misterioso? Cada pessoa é uma pessoa mesmo dentro do mesmo fluxo Astrológico. Há pormenores que fazem a diferença. Porque me dizes que tens outro signo? Foste tu que disseste que eras do mesmo dos outros.. Seja qual for o teu signo serás sempre uma pessoa maravilhosa com quem gosto de falar, escrevendo.
Beijos grandes e triplos!...

Primeiro que mais nada agradeço pelo” bela”e pelo “maravilhosa.
Tens toda a razão não te enganas nem um bocadinho sou uma apaixonada … pelo amor pela vida e pelo meu filho.
Estou convicta que casar tem a ver com paixão. Com o amor é que já não tenho tanta certeza..
Pode achar que sou louca mas eu passo a explicar.
De todos os falsos juízos sobre o amor, o mais poderoso e infiltrado é a crença de que se “apaixonar-se” é amor.
Eu diria que é uma manifestação que nos pode levar ao amor.
Apaixonar-se é estado de euforia uma experiencia única com esses exemplos todos que dás relacionados com a paixão. O tal rasgar de roupa o revirar de olhos, etc, etc , etc.
Quando uma pessoa se apaixona, o que ele ou ela dizem de certeza é “amo-o “ou “amo-a “. Mas a paixão de vem do tal estado apaixonado é um sentimento erótico ligada ao sexo. Podemos gostar de milhentas pessoas mas apaixonamo-nos só quando somos, consciente ou inconscientemente, motivados sexualmente. O estado de paixão é invariavelmente temporário. Independentemente de por quem nos apaixonamos, mais cedo ou mais tarde deixamos o estado de paixão se a relação durar o tempo suficiente.
Não quer dizer que deixamos de gostar da pessoa por quem nos apaixonamos, não. Mas é nesse momento que entra o amor… E nem todos resistem quando a paixão chega ao fim e não conseguem ter amor suficiente para partilhar uma vida .
Uma vida em comum neste caso o casamento ou sem casamento, tanto faz, podemos partilhar a vida sem papel passado.
Mas dizia eu que tem que se ter uma boa dose de: Amor, amizade, cumplicidade, tolerância, ternura e sobretudo de respeito. Quer se queira quer não ainda existem casamentos felizes.
Agora vamos lá há parte dos signos:)
Nunca me esqueço de nada ou raramente tenho óptima memória.
Eu sei que durante a tarde não tenho muito tempo e baralho um bocado o que escrevo, acho que não me expliquei bem.
(Eu dizia que já não existem virgens só as de tenra idade. E deveria ter escrito só as de signo eu não porque tenho outro signo)
Portanto isto tudo para te dizer que não tenho outro signo o meu signo é aquele mesmo que adivinhaste outro dia.
Quanto aos capricornianos não comento… é um signo que me persegue e supostamente nunca se daria com o meu e estou casada com um há mais de um quarto de século.
Os signos e a astrologia em geral influenciam e de que maneira o ser humano. Mas não propriamente o signo em si mas mais o ascendente .
Acho muito interessante estas conversas contigo e descobrir outros pontos de vista. Eu diria mesmo: é um prazer “falar” contigo.
Se não te importas retribuo em dobro.
Beijos..

Divine a 23 de Julho de 2008 às 21:06

Divine.
Mal posso fazer-te esperar embora saiba de muitos que acham que se deve fazer esperar quem nos espera, para fortalecer a amizade.
Minha querida. Eu também sou um homem de paixões. Ainda retenho os momentos arrebatados da paixão. Estar com ela, respirar dela, acariciar as maminhas dela, o sexo dela, até, por ventura, ao orgasmo. E nada de sexo. Fui à guerra, 22 meses e nada de sexo. Isto tu chamarás respeito. Cerca de700 cartas, mais de 3000 folhas A/4. E só 6 meses depois do regresso, após a oficiosa cerimónia, é que houve sexo. Loucuras de sexo, de paixão de sexo, 3 vezes ao dia, sempre em êxtase.
Já não há paixão, é verdade, há amor e ternura e houve muitas tempestades nas entrelinhas da vida. Eu sei que a ideia de paixão está associada a sexo, mas nem sempre é e nem sempre foi assim.
Penso que hoje em dia a paixão é mais efémera. Porque se banalizou o sexo como o fim, em si próprio, do inicio de uma relação. Há demasiado sexo experimental e variado. A ideia que tenho é que os homens e as mulheres não são mais felizes por isso.
Desfeita a confusão dos signos. Fiquei maravilhado que tenhas um Capricórnio na tua vida. Podes dizer-me de que mês e dia?
Como podes dizer o que dizes, se há um quarto de século, e sendo tu uma mulher moderna, prática, decidida e tão apaixonada?
O Capricórnio é um amante que qualquer mulher desejaria ter. Normalmente fiel. Mas ao nível da personalidade de difícil interpretação. Um espírito um tanto complicado. Mas dedicado e flexível se bem trabalhado, com respeito e a tal ternura. É muito afectivo a elogios.
Estou a adorar estar contigo e se conseguir desfazer de ti a ideia desfavorável em relação aos Capricórnios, fico feliz por isso.
Beijos em dobro dos teus

Mas o que foi que disse de estranho..?
Apenas que um casamento é composto de tanta coisa que 99,9% das pessoas desconhece.
Hoje em dia parece que são “extra terrestres “os que subsistem e afirma que tem casamentos de cumplicidade com muitos momentos felizes . Eu tenho
E modéstia há parte adoro a minha vida e tudo o que tenho
Um dos meus homens é de 28/12
O outro de 19/01
Dois Capricórnios que adoro:)
Beijos em dobro

Divine a 23 de Julho de 2008 às 23:06

Divine.
Eu sou de 27. Coincidências de sermos todos boas pessoas.
Eu não te disse que os Capricórnios são muito complicados?
O que disseste e que me levou a toda a dissertação anterior, talvez tenha exagerado, foi :"Mas a paixão de vem do tal estado apaixonado é um sentimento erótico ligada ao sexo." . Eu pretendi dizer que nem sempre é ou foi assim. Não há nada de estranho, no que disseste, apenas estamos a trocar ideias. Porque é que eu sinto que por vezes estás num outro patamar mais à frente? E não é a primeira vez.
Beijos em redobro

Uma dúvida; deve-se fazer esperar para fortalecer a amizade? Existem tantas coisas que desconheço..
Estamos a complicar coisas tão simples..
Amor é a linguagem universal
Sexo é vida..
Paixão é fugaz..
Os três juntos são o céu e o inferno…
Todos os homens interessantes que se tem cruzado na minha vida são Capricórnios todos diferentes e todos intensos..
Ainda em relação ao comentário anterior tu dizes :( E nada de sexo. Fui à guerra, 22 meses e nada de sexo. Isto tu chamarás respeito)
Para mim o respeito esta essencialmente em não me enganar a mim própria e não passar os meus limites. Quando perder o respeito por mim própria não me resta nada..
Respeito tem uma conotação para cada um de nós, o meu conceito de respeito é: não faças aos outros o que não gostarias que te fizessem a ti. Respeita e serás respeitado.
Os patamares somos nós que os criamos dentro da nossa mente ,isso não existe estamos todos ao mesmo nível
Beijos todos os que quiseres..

Divine a 24 de Julho de 2008 às 00:23

Divine
Quem não desespera da espera, cria laços fortes de sã amizade. Se a espera provier de um impedimento compreensível.
O respeito, amiga, como tu o defines, também é uma fórmula universal, quando não é é porque o desvirtuam. O mesmo para o amor, o sexo, a paixão.
Estar num patamar mais acima ou mais abaixo, é um estado de espírito. Parindo embora de uma base de igualdade, há dias que estamos acima e outros que poderemos estar mais abaixo. É neste sentido que empreguei o estares num patamar mais acima.
Quero todos os teus beijos. Hoje estou carente.
beijos.
samueldabo a 24 de Julho de 2008 às 23:45

Bom dia salpicado de chuva mas com calar (hoje o dia esta abafado)
A amizade não se explica ... É um sentimento de bem-estar e que nos ajuda a crescer. Um "homem" sem amigos é completamente pobre.
Com ou sem patamares, mais altos ou mais baixos hoje é outro dia e o melhor é aproveitar todos os segundos.
A carência passou?? Pelo sim pelo não envio um universo de beijos
Paula

Divine a 25 de Julho de 2008 às 09:24

Divine.
As tuas palavras na manhã fresca junto ao rio que me amansa o espírito rebelde.
Onde essa chuva que adensa o calor emergente da terra ressequida? Em que lugar os teus olhos húmidos da alegria de chorar sonhos e paixões, vêm os salpicos de lágrimas celestes que por vezes nos confortam?
Estás bela, particularmente hoje, dizem-me as palavras e o Universo de beijos que envias de presente e que retribuo no exagero das minhas carências.
A amizade, amiga!... É como o amor. São quase palavras gémeas. E ás vezes até mete sexo. Mas tem uma estrada paralela, diferente. Não sendo projecto, é conforto. Eu costumo dizer que é uma espécie de conceito de amor amigo. Atrevo-me a dizer que amor por alguém é um sentimento visceral. E amizade é um amor espiritual.
E são tão difíceis de encontrar, os amigos, as amigas, que desprendidos de preconceitos se dispõem a encontros mentais que ajudam ao crescimento mútuo.
Não há carência que sobreviva ao teu espírito de amizade,
Muitos beijos e um dia feliz
samueldabo a 25 de Julho de 2008 às 10:44

Impossível seja ela que mulher for não se sentir bonita com tão belas palavras .
As palavras são como os sorrisos podem transformar uma manha salpicada de chuva num amanhecer ensolarado..
Um dia há muito muito tempo atrás eu queria ir a uma festa e não tinha um vestido novo para "estriar" como quase todas as minhas "amigas da época não estava muito contente mas lá me rendi e decidi ir com ele mesmo meio que desconfortável... Já estava pronta para sair quando me cruzo com o meu pai, que olha para mim com um enorme sorriso e me diz: D. Paula (ele até hoje tem o habito de por brincadeira me chamar assim) está linda... Aposto que vais ser a mais bonita da festa... Pobres dos rapazes que se cruzarem conseguem.
Acredites ou não sai de casa com o ego tão lá em cima que me senti a rainha da festa... Isto aos 15 anos numa festa da escola... palavras ... Apenas palavras que podem fazer tanta diferença.
As tuas têm esse dom, de fazer bem ao ego logo pela manha.
A amizade e o amor com ou sem sexo ... Pois a amizade desinteressada é uma coisa tão rara que chega a ser "cara".
Por isso tenho poucos amigos e muitos conhecidos, mas os que tenho são de primeira água, excelente qualidade.
Beijos na quantidade desejada :)
Paula



Divine a 25 de Julho de 2008 às 11:08

Consigo e não "conseguem:)"
Divine a 25 de Julho de 2008 às 11:32

Paula.
As minhas palavras saem de mim com uma intenção. Mostrar amizade, dispor bem a pessoa de quem vão ao encontro. Mas nem sempre acontece, como sabes. Por vezes dispersam-se, levam limão onde queriamos mel e isso acontece quando também não estamos bem. E as pessoa pensam que as ofendemos, quando somos nós que precisamos de ser acarinhados.
Tu reflectes-me uma imagem que induz a que as palavras sintam a vontade de se aprimorarem.
Fico feliz por ter contribuído para um começo de dia feliz. Talvez te tenha tirado um sorriso.
Gostei desse episódio do vestido, com o pai a levantar o ego da filha querida. E foi isso que aprendemos a fazer nos momentos difíceis. Gritar-nos que somos os melhores.
Obrigado por tudo o que sentiste nas minhas palavras. Quero ser um desses amigos com que podes contar, e o caminho ainda é longo.
Beijos, para mim nunca são suficientes. Cuidado, sou um beijoqueiro incorrigível.
Beijos para ti, amiga
samueldabo a 26 de Julho de 2008 às 00:09

Olá amigo beijoqueiro.
Daqui leva a quantidade que queiras.
As tuas palavras tanto me arrancam um sorriso como uma boa gargalhada ou um olhar mais triste, depende do contexto mas nunca chegam com sabor amargo de limão.
Amigos, certo?
Beijocas
Divine a 26 de Julho de 2008 às 23:18

...onde diz parindo, queria dizer partindo.
samueldabo a 24 de Julho de 2008 às 23:47

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

13
14
15
19

20
22
25
26

29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo Morto
2012

2011

2010

2009

2008

online
comentários recentes
Olá, será que me consegue explicar porque que é pe...
Olá Paula gostei muito de ler este post.Beijinhos ...
Olá doce amiga.Há um diálogo constante, dentro de ...
Divine.Em qual traseira bateu o destravadopor ment...
Divine.Que bem me sinto neste lugar! No meio da te...
E que triste que deve ser, não é? :)
Há quem viva para sempre na escuridão, sem nunca c...
Não chateias nada e existem pormenores com muita i...
Muito bom post. Muito Murakami também.Não queria c...
Divinevisita o meu blogs e se possível lê "Festa"...
eXTReMe Tracker
eu e algo mais!!
pesquisar
 
blogs SAPO